SUSTENTABILIDADE
Slider

O Estaleiro Atlântico Sul atende aos mais rígidos padrões internacionais da indústria naval e offshore para as áreas de segurança, meio ambiente e saúde.

Meio Ambiente

 

O desenvolvimento sustentável é mais do que um conceito para o Estaleiro Atlântico Sul.
Para a companhia, a sustentabilidade ambiental é um sólido princípio ético em que se busca equacionar o respeito ao meio ambiente e um compromisso com o crescimento e desenvolvimento socioeconômico do Brasil.

Para garantir esse princípio, o Estaleiro Atlântico Sul executa um conjunto de programas:

Programa de Gerenciamento de Resíduos Sólidos

 

Visando atender aos critérios de sustentabilidade ambiental, o Estaleiro Atlântico Sul adota práticas de redução de resíduos na fonte geradora e destina seus resíduos para uma cadeia de receptores, onde o mesmo é considerado um insumo para outras cadeias produtivas fora da empresa, reforçando a economia circular e contribuindo para gerar emprego e renda.

Programa de Determinação da Toxidade Aguda e Crônica dos Efluentes da Operação do Dique Seco

 

O Estaleiro Atlântico Sul adota rigoroso controle das operações navais durante as atividades no dique seco, realizando monitoramento ambiental das águas  lançadas no estuário, atendendo aos mais altos padrões de excelência e segurança ambiental

Programa de ecoeficiência

 

Mais importante que reduzir insumos, matérias-primas e geração de resíduos é pensar no ciclo produtivo de forma sustentável, avaliando as fontes de consumos e as perdas nos processos produtivos, buscando otimizar os recursos naturais e contribuindo para um processo ecoeficiente, resultado com o compromisso de toda a empresa com a excelência operacional e a sustentabilidade.

Saúde

 

O Estaleiro Atlântico Sul acredita que qualidade de vida e pessoas saudáveis garantem um melhor desempenho e resultados. Por isso, a empresa investe continuamente em programas de saúde, que estabelecem práticas relacionadas à prevenção junto a todos os colaboradores.

Além disso, para garantir que o cuidado vá além da saúde física, o Estaleiro Atlântico Sul adota no seu dia a dia um programa de saúde mental, onde os colaboradores dispõem de serviço de escuta individual onde não apenas são discutidos os processos e o ambiente, como também as próprias pessoas.

Todos esses programas visam favorecer a cultura de saúde, promovendo qualidade de vida ao trabalhador e contribuindo para sua segurança, alta produtividade e excelência operacional.

Segurança

 

As pessoas são o patrimônio mais importante do Estaleiro Atlântico Sul, por isso a segurança de todos é tão importante no dia a dia da empresa.

Prova disso, a performance de segurança já é considerada padrão global para sua área de atuação, os baixíssimos indicadores de acidentes de trabalho na construção dos navios são referência não só na indústria naval, mas em toda a indústria brasileira e mundial.

Para garantir a segurança de seus empregados, a empresa adota um programa que envolve os 3 principais pilares que, integrados contribuem para evitar acidentes.  E trabalha atuando fortemente nos sinais comportamentais, executando as melhores práticas de segurança e promovendo campanhas regulares de conscientização, para que a cultura da segurança esteja presente em cada pessoa que trabalhe na empresa.

Responsabilidade Social

 

O Estaleiro Atlântico Sul tem um forte compromisso com a transformação da realidade social do Brasil, particularmente do Nordeste de Pernambuco. Não obstante o forte impacto econômico que a empresa trouxe para a região, com a formação profissional, os empregos e os impostos diretos e indiretos associados à sua atividade, o EAS sempre buscou ir além, atuando de forma direta em ações transformadoras nas regiões do entorno de sua operação.

Ao longo de mais de 10 anos, diversas instituições foram beneficiadas com programas voltados para educação, meio ambiente e bem-estar social. Destaque para os programas focados na educação, como o “ Educar” que visava a melhoria do ensino nas escolas públicas do município de Ipojuca; “Nas Ondas da Leitura”, uma biblioteca itinerante que buscava estimular o hábito da leitura entre os moradores do entorno e alunos da rede municipal da mesma cidade. No meio ambiente, o “Educação Ambiental”, buscou construir uma cultura de sustentabilidade no entrono do Complexo de Suape.

Nos últimos anos, com significativo engajamento de seus colaboradores, a atuação comunitária do EAS dedicou atenção à Comunidade de Rurópolis de Cima, localizada no município de Ipojuca e com aproximadamente 200 famílias. Inúmeras ações voltadas para saúde, educação e lazer foram realizadas na comunidade.